A amamentação durante o tratamento do câncer de mama

PorDra. Ludmila Thommen

A amamentação durante o tratamento do câncer de mama

As perguntas que mais escuto quando envolve alguma paciente que passa pela situação de descobrir o câncer de mama quando está amamentando são: a amamentação é segura quando se descobre um câncer de mama? Posso amamentar durante o tratamento do câncer?

A amamentação beneficia bebês e mães de inúmeras maneiras. No entanto, e se surgir um diagnóstico de câncer nesse momento?

As mulheres que amamentam representam 3% dos casos de câncer de mama. Como se pode notar pela porcentagem, é incomum esta situação, mas não impossível. E, com certeza, representa um momento muito delicado, principalmente se o bebê está em aleitamento materno exclusivo e se a mãe está no momento pós parto recente.

Grande parte das mamães passam por alterações emocionais e físicas no período pós-parto. Por isso, faz-se necessário ao ter um diagnóstico de câncer nesse período uma abordagem humana, multidisciplinar que envolve a equipe oncológica, o pediatra do bebê e o obstetra que fez o parto. Com certeza esse suporte e acolhimento vão deixar a mamãe mais aliviada ao saber que têm opções e que sua equipe de saúde está disponível para ajudá-la.

Ao se confirmar um diagnóstico de Câncer temos que estar preparados para entregar informações sólidas e baseadas em evidências. Explicar todos os riscos, possibilidades e fazer essa pergunta ‘’Desmame é o que você quer fazer’’ agora?  Às vezes assimilar a idéia de um diagnóstico e curtir esse momento “mãe e bebê”, por uns dias, antes de começar o tratamento vai ser fundamental e precisamos estar prontos para respeitar e planejar junto.

Escutar que você precisa interromper a amamentação pode não ser o que você quer ouvir, mesmo sabendo que isso é o melhor para a sua saúde e a do seu bebê.

IMPORTANTE: o câncer não é transmitido da mãe para o bebê através do leite materno. O motivo de parar o aleitamento materno é porque certos tipos de medicações da quimioterapia, e da terapia hormonal, podem ser transmitidos ao bebê através do leite materno.

Apesar de toda angústia do desmame necessário por um diagnóstico, a conexão com o bebê não vai deixar de existir. Muito pelo contrário, o amor envolvido entre mãe/bebê deixa a mulher mais forte e guerreira.

Dica: sempre mantenha a comunicação com sua equipe de saúde!

Obs: Interromper a amamentação também diminuirá o fluxo sanguíneo para os seios, tornando-os menores, mais fáceis de examinar

Ludmila Thommen

Sobre o autor

Dra. Ludmila Thommen administrator

Deixe uma resposta